Pular para o conteúdo principal

Muitas vezes nos pegamos fazendo algumas coisas que nos foram ensinadas em algum momento e que parecem ser pequenos segredos para a vida dar certo, não é?

Cortar as pontas do cabelo pra ele voltar a crescer, não tomar vento depois do banho quente, e por aí vai…

E entre segredos quase milenares, vamos te ensinar aqueles ligados ao cultivo, que é nossa especialidade!

Podar uma planta nem sempre quer dizer que você está apenas cortando os galhos e até reprimindo o crescimento natural dela. Na maioria das vezes, a poda é indicada como forma de prevenção a doenças e potencialização do uso dos nutrientes retirados do solo.

As podas podem ser realizadas em diversas situações, abaixo listamos algumas mais recorrentes:

  1. Em caso de existirem ramos grandes, que acabam sugando muito nutrientes da planta e enfraquecendo o restante da planta;
  2. Galhos com a presença de folhas ressecadas e amareladas;
  3. Galhos com alguma doença que possa contaminar o resto da planta;
  4. Quando a planta crescer demais para o ambiente onde ela está sendo cultivada;

Os tipos de poda

As podas são estudadas desde a antiguidade, e com os conhecimentos gerados em tanto tempo, as podas foram divididas em categorias, de acordo com a situação em que ela é usada. Conheça eles aqui:

Poda de Formação
Também conhecida como Poda de Levantamento, é uma forma de moldar a planta ao formato e altura necessários ao ambiente ou tipo da planta, facilitando tanto o cultivo quanto a colheita.
Poda de Floração ou  Poda de frutificação
Muitas espécies vegetais são cultivadas para geração de frutos e flores, e para que isso ocorra de forma saudável, elas podem passar por podas específicas que ajudam a planta a ter sua produtividade otimizada.

Poda de Renovação
Esse tipo de poda geralmente é dividida em duas categorias: podas de limpeza ou podas de rejuvenescimento e podas contra pragas.

Nas podas de renovação são removidos os galhos doentes. Nessa poda, procura-se dar um aspecto jovem à planta e evitar que as doenças existentes se espalhem para as outras partes da vegetação.

Poda das Raízes
Esse tipo de poda é o mais raro de acontecer, pois só é feita nas situações em que as raízes da planta se tornam um problema, como por exemplo, quando a raiz quebra uma calçada ou quando falamos de arte bonsai, que exigem a poda das raízes para permanecerem com uma baixa quantidade de nutrientes e se manterem pequenas.

Poda paisagística

Por fim, devemos citar a poda presente no dia a dia com intuito estético e arquitetônico: a poda paisagística. Esse tipo de poda é usado em arbustos e jardins e até mesmo em hortas orgânicas feitas em casa, além de direcionar o crescimento das plantas também contribui para deixar o ambiente onde a horta fica, belo e agradável. É um processo simples e rápido que renova a imagem do espaço, sem exigir grandes mudanças ou esforços.

Quando deve-se podar?

O melhor momento para se podar uma planta é quando ela estiver no período de menor atividade metabólica. Normalmente esse período acontece no inverno, depois que as plantas já floriram e frutificaram. Nos períodos em que as plantas estão florescendo,  elas normalmente gastam uma grande quantidade de energia, e não é interessante que a planta divida o seu gasto energético com a cicatrização da poda.

A regra básica para que as podas deem o resultado esperado é fazê-las em  espécies vegetais fortes, vigorosas e sadias, pois em caso contrário – realizar a poda em plantas doentes – pode acontecer de elas não terem condições e forças suficientes para se regenerarem e podem acabar morrendo. 

Quais os instrumentos ou materiais devo usar na poda?

A qualidade das ferramentas usadas na poda pode sim influenciar no sucesso ou não desse processo. Por isso, evite usar instrumentos (tesouras, serras, serrotes, etc.) que estejam cegos ou com corte ruim, pois além de dificultar seu trabalho, as plantas tendem a se ferir, gerando dificuldades na cicatrização dos galhos e folhas.

Os ramos menores podem ser retirados com uma tesoura de poda, já os galhos mais grossos necessitam de uma serra. Para árvores mais velhas e com galhos grossos e pesados, recomendamos o uso de motosserras – desde que operadas por profissionais capacitados. Em todos os casos, é essencial o uso de equipamento de proteção individual, como luvas e máscaras protetoras.

Podando a horta

É quase emocionante quando vemos nossa horta crescendo e nos dando alimentos,  não é? O momento de saborearmos o sucesso de nossa horta depende de alguns fatores e cuidados que vão além da hidratação e carinho. Fazer a poda e colheita de modo correto, quando se trata de ervas e temperos, é essencial. 

Como a poda de manutenção é sempre necessária, devemos ter em nossa horta ervas, temperos e hortaliças que utilizamos no nosso dia a dia, senão acabamos desperdiçando tempo e alimentos. Ou seja, sempre que podamos nossas hortas, o conteúdo retirado da poda pode – e deve – sempre ir para a cozinha.

Algumas plantas podem ser mais podadas e colhidas do que outras. Por exemplo: salsinha, cebolinha e coentro podem crescer até quatro vezes mais após a poda radical (total). Manjericão, orégano e hortelã preferem mais podas, desde que feitas de maneira moderada. Plantas mais rígidas e mais espessas, como o alecrim, gostam de mais podas do que as plantas de caule mais macio, e em forma de haste, ou acaule (como a cebolinha e a salsinha), porém devemos lembrar que estas ervas têm seu crescimento mais lento e, se podarmos demais, deixaremos a planta sem folhas.

Alfaces, repolhos e outras hortaliças semelhantes dificilmente brotam novamente após a poda, pois geralmente colhemos o pé inteiro. Caso queira tentar um rebrotamento, colha a hortaliça alguns centímetros acima do solo. 

Com as dicas de hoje, e com os devidos cuidados na hora da poda e colheita, a sua horta permanecerá sempre bonita e robusta.

Logo logo traremos mais segredos de cultivo por aqui, então conta pra gente quais são as suas maiores dúvidas e dificuldades com suas plantas e hortaliças. Queremos te ajudar!

Por enquanto, boa poda – ou colheita – por aí! 😉

Aproveite todo o site em até 10 vezes sem juros e frete grátis em compras acima de R$ 249,00

Deixe uma Resposta